Maíra Woloszyn

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Design da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), mestre em Design pelo mesmo programa e graduada em Desenho Industrial, Habilitação em Programação Visual pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Atualmente é Professora Substituta do curso de Design da Universidade Federal de Santa Catarina. Possui interesse em publicações digitais, design editorial, tipografia e branding. É vice-líder do grupo de pesquisa Tipos & Textos da Universidade Federal de Santa Catarina e membro do grupo de pesquisa do CNPq Design de publicações digitais, certificados pela instituição.

Contato:
maira.projetar@gmail.com

PROJETOS

O livro digital acessível e bilíngue direcionado ao público surdo: um framework para o processo de design

Esta pesquisa ressalta a complexidade do processo de design de recursos educacionais digitais orientados a estudantes surdos, na sua forma bilíngue. O Design de recursos educacionais bilíngues orientados a estudantes surdos (cuja primeira língua é a Libras e a segunda língua, o Português) tem sido um desafio, desde a identificação do escopo do recurso, ou seja, do artefato digital em si até a caracterização das competências das equipes. Frente à demanda do tema exposto, este projeto tem como principal objetivo “Propor e avaliar um framework para o processo de design do livro digital direcionado ao público surdo, com ênfase na acessibilidade e no bilinguismo (libras /português). Rogers e Muller (2006) ressaltam que uma das razões para a aplicação de frameworks em situação de projeto é o intuito de aperfeiçoar o processo de design por meio da melhoria na qualidade da discussão entre designers, pesquisadores e outras partes interessadas. A partir do objetivo maior direcionado a proposição do framework, este projeto em seus objetivos específicos busca: sistematizar os fundamentos para o design de livros e produtos digitais interativos dirigidos o público surdo, tendo em vista o enfoque do bilinguismo, estruturar o framework a partir de um processo de categorização dos níveis de contribuição teórica, testar, refinar e avaliar o framework no contexto do IFSC SC, campus Bilíngue. Para tanto, será adotado como abordagem metodológica o Estudo de caso, detalhado em nove grandes etapas ao longo deste documento. Em síntese serão realizadas técnicas de revisões bibliográficas, sistemáticas, de categorização de informações. Também serão desenvolvidos protótipos de livros digitais bilíngues a serem utilizados e avaliados por surdos, estudantes do IFSC Bilíngue. Os resultados permitirão um refinamento do framework que será avaliado em sua versão final por professores do próprio IFSC Bilíngue.

Portal Línguas, Literaturas e Práticas Culturais

Resumo: O presente projeto visa estruturar o Portal Línguas, Literaturas e Práticas Culturais. Esta é uma proposta institucional que integra subprojetos coordenados por pesquisadores da linguística, da literatura e do Design em parceria com outros programas de Pós-graduação da UFSC e importantes centros de pesquisa do exterior. A proposta é estabelecer uma política linguística de corpus no sentido de organizar e disponibilizar de forma acessível e didática corpora de línguas, literatura e práticas culturais. Também tem como objetivo as seguintes ações: 1) produção de textos em diferentes mídias com e sobre autores de variantes da língua portuguesa e autores traduzidos; 2) elaboração e divulgação de arquivos éditos e inéditos; 3) produção de mídias educacionais; 4) levantamento e análise de objetos em que língua e práticas culturais estejam em movimento. Uma parte da documentação será relativa à língua falada, sinalizada e escrita e outra terá como foco materiais referentes a produção literária, ensaística, crítica e a tradução de textos. Toda a documentação será disponibilizada por meio digital a partir da efetivação do Portal. As interfaces, mídias e conteúdos multimodais apresentadas no Portal, serão usados como fonte de pesquisa para estudos e de recursos para professores, tradutores, designers, pesquisadores, assim como para os demais interessados para fins educacionais.

Tipografia em fluxo: um framework para o processo de design de fontes variáveis

O meio digital tem proporcionado mudanças no acesso, distribuição e consumo de informação. Para tanto, são veiculados diversos elementos, como textos, vídeos e imagens. Nesse cenário, o texto se configura como a principal forma utilizada para transmitir informações, bem como possui relevância em recursos de acessibilidade. As tecnologias digitais também têm causado transformações no campo do design, tanto na prática de projeto quanto nos produtos desenvolvidos. Assim, destaca-se a necessidades de que sejam elaborados processos adequados frente às demandas para as mídias digitais e os diferentes componentes que envolvem o design, como a tipografia. Esta área, que abrange a criação e aplicação de símbolos ortográficos e para-ortográficos, também apresenta características e especificidades próprias para o meio digital.A fim de atender as demandas deste meio, formatos tipográficos foram criados, como as fontes variáveis, que incorporam diferentes variações em um único arquivo, proporcionando economia de espaço e responsividade para as fontes. Apesar de ser um recurso anunciado há quase 30 anos, os estudos acadêmicos sobre as fontes variáveis ainda são escassos. Considerando o exposto, a presente pesquisa tem como objetivo geral propor um framework para o processo de design de fontes variáveis. Esta pesquisa adota enfoque qualitativo e se classifica como aplicada, exploratória, interpretativa e propositiva.

Ex. https://www.youtube.com/watch?v=2rlTHzK4uKg

 

PROJETOS CONCLUÍDOS