Laíse Miolo de Moraes

Contato:
laisemoraes@gmail.com

PROJETOS

Recursos educacionais digitais bilíngues (Libras/Português): um processo para avaliação no contexto de repositórios

No contexto da sociedade da informação, a complexidade e o escopo do design aumenta ao tratar dados e informações, projetar experiências e serviços e focar nas mídias acessíveis para a educação. Nesse contexto, os designers compõem as equipes multidisciplinares na crescente produção e avaliação de recursos educacionais digitais (REDs). Os REDs são as mídias digitais (vídeos, animações, multimídias, etc.) elaboradas com propósitos instrucionais, de modo a facilitar ou desenvolver algum processo de aprendizagem (PORTAL MEC, 2018; AREA, 2017). Segundo a literatura, esses recursos digitais e o ambiente interativo de aprendizagem on-line melhoraram significativamente a eficácia da aprendizagem (CHEN e LIOU, 2014). No entanto, para estudantes com diferentes capacidades, os recursos digitais podem tanto potencializar a educação como apresentar barreiras de acessibilidade. No caso dos estudantes surdos, público desta pesquisa, o uso da Língua Brasileira de Sinais – Libras e da linguagem visual nos recursos educacionais são fundamentais tanto para o aprendizado, como para a valorização da sua cultura e identidade. Atualmente, são produzidos recursos educacionais digitais para surdos, bem como algumas pesquisas trazem diretrizes acerca da elaboração de interfaces bilíngues (Libras/Português). No entanto, são escassas as pesquisas a respeito de como avaliar e selecionar esses materiais destinados a alunos surdos, tanto para o usuário final, como para o professor e para instituições e repositórios de recursos educacionais. Segundo Cechinel (2015) a quantidade de recursos educacionais nas plataformas tem crescido e as estratégias atuais de avaliação da qualidade dos recursos de aprendizagem são insuficientes para essa realidade. Desse modo, a avaliação de um RED é essencial, pois eles são recursos didáticos, que devem ser selecionados criteriosamente para contribuírem na construção do conhecimento. Portanto, considerando o exposto, o objetivo desta pesquisa é desenvolver um processo de avaliação para recursos educacionais digitais bilíngues (Libras/Português) no contexto de repositórios.

Portal Línguas, Literaturas e Práticas Culturais

Resumo: O presente projeto visa estruturar o Portal Línguas, Literaturas e Práticas Culturais. Esta é uma proposta institucional que integra subprojetos coordenados por pesquisadores da linguística, da literatura e do Design em parceria com outros programas de Pós-graduação da UFSC e importantes centros de pesquisa do exterior. A proposta é estabelecer uma política linguística de corpus no sentido de organizar e disponibilizar de forma acessível e didática corpora de línguas, literatura e práticas culturais. Também tem como objetivo as seguintes ações: 1) produção de textos em diferentes mídias com e sobre autores de variantes da língua portuguesa e autores traduzidos; 2) elaboração e divulgação de arquivos éditos e inéditos; 3) produção de mídias educacionais; 4) levantamento e análise de objetos em que língua e práticas culturais estejam em movimento. Uma parte da documentação será relativa à língua falada, sinalizada e escrita e outra terá como foco materiais referentes a produção literária, ensaística, crítica e a tradução de textos. Toda a documentação será disponibilizada por meio digital a partir da efetivação do Portal. As interfaces, mídias e conteúdos multimodais apresentadas no Portal, serão usados como fonte de pesquisa para estudos e de recursos para professores, tradutores, designers, pesquisadores, assim como para os demais interessados para fins educacionais.

O livro digital acessível e bilíngue direcionado ao público surdo: um framework para o processo de design

Esta pesquisa ressalta a complexidade do processo de design de recursos educacionais digitais orientados a estudantes surdos, na sua forma bilíngue. O Design de recursos educacionais bilíngues orientados a estudantes surdos (cuja primeira língua é a Libras e a segunda língua, o Português) tem sido um desafio, desde a identificação do escopo do recurso, ou seja, do artefato digital em si até a caracterização das competências das equipes. Frente à demanda do tema exposto, este projeto tem como principal objetivo “Propor e avaliar um framework para o processo de design do livro digital direcionado ao público surdo, com ênfase na acessibilidade e no bilinguismo (libras /português). Rogers e Muller (2006) ressaltam que uma das razões para a aplicação de frameworks em situação de projeto é o intuito de aperfeiçoar o processo de design por meio da melhoria na qualidade da discussão entre designers, pesquisadores e outras partes interessadas. A partir do objetivo maior direcionado a proposição do framework, este projeto em seus objetivos específicos busca: sistematizar os fundamentos para o design de livros e produtos digitais interativos dirigidos o público surdo, tendo em vista o enfoque do bilinguismo, estruturar o framework a partir de um processo de categorização dos níveis de contribuição teórica, testar, refinar e avaliar o framework no contexto do IFSC SC, campus Bilíngue. Para tanto, será adotado como abordagem metodológica o Estudo de caso, detalhado em nove grandes etapas ao longo deste documento. Em síntese serão realizadas técnicas de revisões bibliográficas, sistemáticas, de categorização de informações. Também serão desenvolvidos protótipos de livros digitais bilíngues a serem utilizados e avaliados por surdos, estudantes do IFSC Bilíngue. Os resultados permitirão um refinamento do framework que será avaliado em sua versão final por professores do próprio IFSC Bilíngue.

PROJETOS CONCLUÍDOS